Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Prêmio Anú’

Em noite espetacular o Brasil conhece brasileiros que estão mudando a realidade das favelas

Por Ederson Déka

Vencedores Nacionais do Prêmio Anu da CUFA

Vencedores Nacionais do Prêmio Anu da CUFA

Ontem (7) em cerimônia celebre, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, comandada por Juliana Alves e Luciano Huck, foi entregue o “Anu de Ouro”, aos vencedores estaduais, e o Brasil pode conhecer as duas melhores iniciativas que foram premiadas com “Anu Preto” da CUFA.

Apresentadores do evento: Juliana Alves e Luciano Huck

Apresentadores do evento: Juliana Alves e Luciano Huck

As grandes iniciativas vencedoras foram: Programa Um Milhão de Cisternas, do sertão baiano, que já beneficiou 60 mil pessoas com a construção de 10 mil cisternas. A segunda foi o espetáculo Urucubaca! do Grupo Cultural Afroreggae, do Rio de Janeiro, um espetáculo com texto de Jorge Mautner.

O evento foi marcado por apresentações artísticas de Fernanda Abreu, Alcione, Dudu Nobre, Sandra de Sá dentre outros. Pela festa passaram muitas pessoas famosas, mas o maior nome do Prêmio Anu da CUFA foi à integração entre as diversas linguagens e expressões artísticas e sociais, em um país onde as desvantagens são gigantescas.

Read Full Post »

Projetos sociais vivem expectativa

Por Ederson Déka

Montagem da estrutura do evento no Teatro Municipal no Rio de Janeiro

Montagem da estrutura do evento no Teatro Municipal no Rio de Janeiro

Conheceremos hoje o melhor Projeto Social realizado em favelas brasileiras. O evento acontecerá no Teatro Municipal do Rio Janeiro. A cerimônia de entrega do Prêmio Anu da CUFA será comandada pelo apresentador Luciano Huck e a atriz  Juliana Alves. O Projeto que for escolhido como revelação do ano receberá o troféu “Anu Preto”, na ocasião também será entregue o troféu “Anu de Ouro” aos vencedores de cada estado.

Reconhecimento

O Prêmio Anu é um dos prêmios mais inovadores dos últimos tempos, adentrou os rincões do Brasil garimpando instituições e agentes sociais que estão mudando a vida de milhares de pessoas que moram em favelas em nosso país.

Ele foi dividido em três fases, a primeira foi o período em que jurados especializados de cada estado da federação que indicaram e votaram em cinco projetos sociais do seu estado, a segunda foi a votação popular por estado, nessa tivemos a oportunidade de conhecer a melhores iniciativas do território brasileiro. Agora estamos na última fase e decisiva, nela saberemos o projeto revelação do ano.

Durante as três fases várias instituições se mobilizaram votando e divulgando, não apenas o seu projeto, mas todas as iniciativas que estão agregadas ao Prêmio Anu da CUFA, esse que mostrou a “cara” do Brasil de norte a sul.

A Central Única das Favelas de Mato Grosso (CUFA-MT) parabeniza todas as instituições do estado e do Brasil que participaram e os que estão na expectativa de ser eleita a melhor iniciativa do ano de 2010. Também parabenizamos o Ballet Flauta Mágica que concorre a esse prêmio.

Read Full Post »

Nesta etapa será escolhido o melhor projeto do Brasil e o Ballet Flauta Mágica poderá ser o vencedor

Por Ederson Déka

Cotidiano do Ballet Flauta Mágica

Cotidiano do Ballet Flauta Mágica

O pássaro Anu-preto está de asas abertas sobre o Mato Grosso. O estado tem orgulho das iniciativas culturais que estão espalhadas em seu território, e prova disso é o projeto Ballet Flauta Mágica (Instituto Cultural Flauta Mágica) que foi vencedor estadual do Prêmio Anu da CUFA e agora concorre para ser reconhecido como o melhor projeto brasileiro. O Prêmio Anu é uma iniciativa da Central Unica das Favelas para reconhecer publicamente, as iniciativas que impactaram positivamente nas favelas brasileiras.

“Recebi a ligação da CUFA-RJ me informando que o projeto foi o mais votado no estado, fiquei muito feliz e extremamente entusiasmado, pois o Prêmio Anu está dando visibilidade para ações de diversas regiões do país e principalmente para os projetos do Mato Grosso. Nós do Ballet agradecemos a gigantesca força e emprenho do pessoal da CUFA-Cuiabá e tudo que fizeram por nós e os outros projetos”, disse o Maestro e Diretor Artístico do Instituto Cultural Flauta Mágica Gilberto Mendes.

Acesse o site :www.premioanu.com.br e ajude a escolher o melhor projeto do Brasil.

O Projeto escolhido como revelação do ano irá receber no dia 7 de Fevereiro, no Teatro Municipal da cidade do Rio de Janeiro-RJ, o troféu “Anu Preto” juntamente com os vencedores de cada estado, esses receberão o troféu “Anu de Ouro”.

 

 

 

Por que Anu?

Anu-preto (imagem ilustrativa)

Anu-preto (imagem ilustrativa)

O anu é pássaro preto/ Pássaro do bico rombudo/ Foi praga que Deus deixou /Todo negro ser beiçudo” (Augusto Meyer, 1959)

Sendo símbolo maior do Prêmio da CUFA, o pássaro Anu-preto é discriminado é rejeitado histórica e popularmente. Temos acima alguns versos de uma cantiga popular que trazem essas marcas.

Mas o Anu é um pássaro altivo que sempre está de cabeça erguida e não se intimida facilmente, assim, simbolicamente ele é sinal de luta e superação.

Esse é um dos principais motivos para ele dar nome a um prêmio, que está apresentando,divulgando e valorizando ações e iniciativas realizadas por projetos nas Favelas e Periferias do nosso imenso Brasil. Lugares que para alguns é reduto da criminalidade, mas que estão tendo suas realidades mudadas por instituições que acreditam no ser humano.

Read Full Post »

Com quase dois milhões de votos, o Brasil conhece os vencedores estaduais.

Por Ederson Déka

Ballet Flauta Mágica em apresentação
Ballet Flauta Mágica em apresentação

Milhões de internautas de todos os estados brasileiros votaram em diversos projetos espalhados pelo Brasil, que concorreram ao Prêmio Anu, premiação oferecida pela Central Única das Favelas (CUFA) a projetos desenvolvidos em periferias. O resultado foi divulgado no último dia 31,sexta feira. No Mato Grosso não foi diferente. O vencedor mato-grossense foi o Ballet Flauta Mágica (Instituto Cultural Flauta Mágica).

Ele é um dos braços artísticos do Instituto, que possui também Coral e Orquestra. Segundo Maestro Gilberto Mendes, coordenador do Instituto, tanto coral quanto orquestra já haviam conquistado seu espaço no cenário nacional e mundial. Para o Ballet faltava apenas um “empurrãozinho”. O Ballet Flauta Mágica existe há cinco anos, recebendo crianças a partir dos quatro anos de idade.

A CUFA parabeniza todos os de Mato Grosso que receberam indicações: Projeto Reciclando Música (Associação Mato-Grossense da Inclusão Sociocultural Instituto Mandala) , Projeto Ciranda, Projeto Harmonia e Evolução (Associação Koblez Brasil Kobra de Rondonópolis) e o Projeto Ada, do município de Itaúba, interior de Mato Grosso.

A terceira fase de votações já foi iniciada e o resultado sai no próximo dia 7 de janeiro.

Confira os vencedores de cada estado e dê o seu voto:

http://www.premioanu.com.br/

Read Full Post »

Os projetos selecionados têm grandes expectativas de ganhar o Prêmio Anu, que será apresentado pelo cantor Dudu Nobre e a atriz Fernanda Torres

Por Ederson Déka

Projeto ADA de Itaúba (MT)

Projeto ADA de Itaúba (MT)

A extensão territorial do Brasil pode ser medida pelo vôo do pássaro, símbolo de liberdade que plana nos ares com o mais perfeito equilíbrio. Pensando nisso, a CUFA (Central Única das Favelas) lança neste ano o Prêmio Anu, que premiará iniciativas que ultrapassam limites e que estão transformando o contexto social onde estão inseridas. Dudu Nobre e Fernanda Torres apresentarão o Prêmio no dia 7 de janeiro de 2011, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Nessa empreitada, o estado de Mato Grosso teve cinco projetos indicados: Projeto Reciclando Música (Associação Mato-Grossense da Inclusão Sociocultural Instituto Mandala), Ballet Flauta Mágica (Instituto Cultural Flauta Mágica), Projeto Ciranda, todos de Cuiabá, o Projeto Harmonia e Evolução (Associação Koblez Brasil Kobra de Rondonópolis) e o Projeto Ada, de Itaúba. Todos estão bastante confiantes e emocionados com a indicação, como mostram os depoimentos abaixo:

Projeto Ada, de Itaúba (MT)

“Quando recebemos a notícia que nosso projeto estava entre os indicados, eu chorei de emoção. Essa indicação para nós é sinal de reconhecimento. Pedimos as 382 pessoas que atendemos votarem no site do Prêmio Anu. Algumas delas na cidade ainda duvidavam do prêmio, mas quando passou a propaganda na TV Globo esse receio acabou. A cidade toda está mobilizada na votação, estamos felizes por participar desse momento de reconhecimento”, declara Maria Cecília Anacleto (Ciça).

Instituto Mandala na Comunidade de Chumbo,município de Poconé (MT),um dos novos pólos do Projeto
Instituto Mandala na Comunidade de Chumbo,município de Poconé (MT),um dos novos pólos do Projeto

Projeto Reciclando Música, da Associação Mato-Grossense da Inclusão Sociocultural Instituto Mandala

“Para nós essa indicação significa reconhecimento, estamos gratificados em fazer parte desse prêmio, pois recebemos pouco apoio para desenvolvermos nossos trabalhos e, além disso, foi um incentivo para as pessoas que atendemos. Estamos trabalhando em três lugares em Cuiabá e um em Várzea Grande e agora também em seis cidades do interior. Ao recebermos a notícia da indicação, estávamos entrando em recesso, mas prontamente entramos em contato com todos os alunos para votassem em nosso projeto, todos ficaram extremamente felizes e continuamos a mobilização das votações,para nós ganhar seria legal,mas sabemos de outras iniciativas grandiosas pelo país,mas uma das coisas mais importantes e saber que o Brasil inteiro está conhecendo as tecnologias sociais de nosso estado”,destaca Anselmo Parabá (Arte-educador e co-fundador do Instituto Mandala).

Projeto Ciranda em apresentação
Projeto Ciranda em apresentação

Projeto Ciranda

“Não temos palavras para expressar, pois é uma grande satisfação participar de premiações, ainda mais o Prêmio Anu, iniciativa da CUFA, que além de um trabalho primoroso no Brasil, desenvolve em Cuiabá trabalhos excelentes. Quando a notícia da indicação chegou para nós foi uma surpresa. Sabemos que outros projetos de maior peso concorrendo, mas o importante é que fomos indicados, reconhecidos e todos nós estamos votando e divulgando na nossa lista gigantesca de contatos, pessoas atendidas e parentes e amigos. Está sendo uma maravilha”,comenta Elisangela Passos, coordenadora do Projeto.

Ballet Flauta Mágica
Ballet Flauta Mágica

Ballet Flauta Mágica (Instituto Cultural Flauta Mágica)

“Para nós indicações como esta são um sinal de reconhecimento da opinião pública e da sociedade civil organizada. As crianças e adolescentes do ballet fizeram uma festa quando souberam, pois as nossas outras iniciativas, Orquestra e Coral, já se apresentaram em várias localidades do Brasil e até no exterior, ou seja, estão ocupando seus espaços. No caso do ballet, o processo é um pouco demorado, devido à própria exigência estética, requerendo tempo fechado entre quatro paredes. Com a indicação ao Prêmio Anu, percebemos que os resultados estão aparecendo. Outra coisa importante é que eles já estão circulando no seu próprio ambiente de atuação, recebendo convite para se apresentar em festivais”, afirma o Maestro Gilberto Mendes.

Atividades desenvolvidas no Projeto Harmonia e Evolução
Atividades desenvolvidas no Projeto Harmonia e Evolução

Projeto Harmonia e Evolução (Associação Koblez Brasil Kobra de Rondonópolis)

“Ficamos surpresos ao receber a notícia da nossa indicação, pois temos certeza que as pessoas do município conhecem o nosso trabalho, não sabíamos que outras pessoas do nosso estado também conheciam. As crianças ficaram maravilhadas, infelizmente nem todas elas têm acesso a Internet, fazem uso dela na instituição. Sabemos que esta indicação servirá também para demonstrar que muitas pessoas e instituições aqui no Mato Grosso estão trabalhando visando a transformação social,pelo menos no contexto onde estão inseridas”, ressalta Elisangêla Bezerra (Presidente da Associação).

As votações podem ser feitas no site do Prêmio. Elas seguem até o dia 31 de dezembro de 2010, ocasião em que serão divulgados os vencedores estaduais.

 

O símbolo do Projeto

O símbolo maior do Prêmio não é um pássaro comum, mas sim o Anu-preto, que carrega em si todo imaginário ligado a essa cor, que desde a antiguidade é associada a todos os símbolos negativos, sendo utilizado também como marca ofensiva aos negros escravizados.

Diante dessa discussão, a temática do Prêmio Anu 2010 é Equilíbrio, que remonta o desejo e busca das instituições de norte a sul do país que foram indicadas ao prêmio. Com suas iniciativas, que na maioria das vezes, não são entendidas, não são apoiadas, mas que trabalham com as diversidades e as adversidades presentes nesse Brasil, pois o mundo elegeu os brasileiros como o mais criativo do planeta.

E pensando nisso a CUFA lança esse prêmio, buscando dar visibilidade não apenas para as iniciativas que serão vencedoras, mas para todas as indicadas, que em sua maioria estão em favelas brasileiras, pois a instituição compreendeu que o brasileiro é um diamante em constante lapidação, por isso, decidiu investir suas energias, força de trabalho e amor a nessas ações, que estão ajudando a melhorar o nosso país.

Read Full Post »

Projetos desenvolvidos em comunidades populares mato-grossenses são indicados ao prêmio promovido pela CUFA Brasil

Por Fernanda Quevedo

Anú Preto - imagem ilustrativa

Valorizar e reconhecer publicamente iniciativas que impactaram positivamente em favela e demais espaços que estão em desvantagem social em âmbito nacional não é uma tarefa simples. Mas é o que intenta o Prêmio Anú, criado em 2010 pela Central Única das Favelas, para estimular ainda mais iniciativas que democratizem a Cultura, gerem renda, auto estima, qualidade de vida e equilíbrio social. Em cada estado, foram selecionados 5 projetos, e em Mato Grosso, 4 deles são Pontos de Cultura do Ministério da Cultura.

São indicados ao Premio Anú: Projeto Reciclando Música (Associação Mato-Grossense da Inclusão Sociocultural Instituto Mandala), o Ballet Flauta Mágica (Instituto Cultural Flauta Mágica), o Projeto Ciranda, todos de Cuiabá, o Projeto Harmonia e Evolução (Associação Koblez Brasil Kobra de Rondonópolis) e o Projeto Ada de Itaúba (MT).

As iniciativas foram indicadas por artistas, produtores, cineastas, gestores públicos dos mais diversos segmentos de todo o Brasil, que escolheram os projetos de acordo com o conhecimento de cada um sobre o assunto. As votações podem ser feitas no site do Prêmio, elas seguem até o dia 31 de dezembro de 2010, ocasião em que serão divulgados os vencedores estaduais.

Dentre os jurados escolhidos pela CUFA – MT está à artista e militante, ícone da Cultura Matogrossense, Vera Capilé, que fez a indicação de três projetos. “Muito me honra a escolha para ser jurada desta iniciativa, que premiará aqueles que tanto fazem pela sociedade. Procurarei estar à altura da escolha que de mim fizeram, inscrevendo projetos que conheço e que sei que merecem ser conhecidos por todo país, por sua importância junto à comunidade”, reforçou Vera, que é parceira da CUFA.

Você conhece o Anú Preto?

Símbolo da CUFA, o Anú Preto é um pássaro encontrado em todo o Brasil em pastagens, campos, jardins, entre outras áreas abertas. Durante o período colonial, os portugueses e espanhóis usavam este nome para insultar os escravos e as pessoas de pele muito escura. O tempo foi se tornando aliado do preconceito contra esse pássaro – bem como contra os negros – fazendo com que a ave fosse culturalmente odiada pela população. A ave se transformou oficialmente no símbolo do agouro.

A CUFA, mantendo a sua posição de quebrar os paradigmas, sobretudo os aplicados contra a população já estigmatizada, escolheu o Anú como o seu maior símbolo, a fim de fortalecer a cultura negra,e agora criou um premio com este nome, simbolizando uma de suas principais missões: a de transformar estigmas em carismas.

Veja como foi o processo de seleção dos Projetos!

Read Full Post »